Anuncie

Revista Mercado Automotivo | Edição 267

Edição 267: Novembro DE 2017
Publicidade

Por Redação

Em entrevista exclusiva à revista Mercado Automotivo, Daniel Chimello Leite, diretor Comercial da SKF do Brasil, explica porque a empresa se dedica tanto ao tema da Sustentabilidade. O executivo fala ainda sobre o atual momento da economia brasileira e destaca as vantagens dos treinamentos oferecidos pela SKF no país. Confira a seguir a entrevista:

Revista Mercado Automotivo – Por 17 anos consecutivos, a SKF foi eleita uma das empresas mais sustentáveis do mundo. Por que a empresa se preocupa com o tema da sustentabilidade? Qual a importância desse assunto para a SKF?

Daniel Chimello Leite – Segundo relatório das Nações Unidas, 3 milhões de pessoas morrem todos os anos devido à poluição do meio ambiente. Acontecem 300 milhões de acidentes de trabalho, dos quais 2,3 milhões são fatais e estamos poluindo nossas águas mais rápido do que a natureza consegue gerar. Então, basicamente, é uma questão de garantia da nossa sobrevivência para as futuras gerações.

RMA – Que ações voltadas à sustentabilidade a SKF adota no Brasil? O senhor considera que ainda há espaço no país para tratar desse tema?

DCL – Globalmente, temos o programa SKF Care que é dividido em quatro pilares: Cuidado com a Comunidade, Negócios, Colaboradores e Meio Ambiente. Isso significa que somos socialmente responsáveis pelo impacto que produzimos e que ainda iremos produzir no futuro. Na prática, temos o papel de contratar somente fornecedores que tenham adesão ao nosso Código de Conduta, ou seja, empresas que praticam os mesmos valores da SKF, abordando fundamentalmente elevados padrões de saúde e segurança e também mantendo ética comercial, social e no trabalho.

No Brasil, temos diversos programas de apoio às crianças da comunidade de Cajamar, dentro do esporte. Para os colaboradores, temos o dia da família na empresa, o SKF na Medida, que é um amplo programa de saúde com programas de reciclagem de sucata, estação de tratamento de água, apenas para citar algumas. O tema sustentabilidade é muito amplo e pode ser abordado de diversas maneiras, e para nós isso faz parte da nossa cultura e valores, e sempre estará na nossa agenda.

RMA – Que análise a SKF faz do setor automotivo brasileiro nesse momento? A empresa tem uma visão otimista ou mais conservadora sobre o cenário atual?

DCL – Nos últimos 10 anos, muitos modelos foram lançados, cada vez mais modernos, desafiando os fabricantes de peças, e estamos muito atentos a isso. Uma nova fase de crescimento no setor vem se consolidando com base em uma economia mais sólida, trazendo mais confiança e consequentemente os investimentos. Nossa visão é sim de otimismo, não só a curto prazo, mas também a médio e longo, devido à modernização da nossa frota cada vez mais equiparável às tendências globais.

RMA – Gostaria que falasse sobre o portfólio de produtos SKF BeyondZero. Quais suas características e sua importância para a empresa?

DCL – Basicamente os produtos do portfólio BeyondZero têm o foco de atender às demandas do futuro no que se refere à economia de energia, digitalização de plataformas e robotização. Como, por exemplo, os rolamentos de esfera e-Drive permitem o funcionamento de veículos elétricos através do isolamento da corrente elétrica e rolamentos que permitem o funcionamento da tecnologia start/stop. Mais amplamente falando, nosso papel é reduzir o impacto negativo e aumentar o impacto positivo na sociedade.

RMA – Como funcionam os treinamentos da SKF para clientes? Qual a estrutura e as vantagens oferecidas pela SKF neste modelo?

DCL – Entendemos ser fundamental o treinamento de clientes não somente antes do contato com nossos produtos, como também durante e após sua aplicação. Temos um amplo canal de comunicação com nossa rede de distribuição, varejo e aplicadores para identificar a real necessidade e atendê-los prontamente em treinamentos. Ministramos mais de 40 palestras por ano, para mais de 5.000 mecânicos. Além disso, disponibilizamos um rico conteúdo on-line de vídeos, boletins técnicos e catálogos visando oferecer o melhor atendimento pós-vendas, seja na modalidade presencial ou digital. Contamos também com o já tradicional Serviço de Suporte ao Cliente 0800.

RMA – O senhor considera que o pior da crise brasileira já passou? Ou ainda é cedo para afirmar isso?

DCL – A economia brasileira mostra indícios de que o pior da recessão já passou, porém, as taxas de desemprego continuam altas e este fato reduz a garantia do volume de consumo. O governo mostra sinais de que quer estimular a economia, como, por exemplo, baixando a taxa de juros. No entanto, enquanto as reformas não avançarem, o empresariado ainda vislumbra um cenário de incertezas. Acredito que pouco a pouco estamos avançando, porém, sem entrar em questões políticas, ainda há muito a se fazer.

RMA – No setor automotivo brasileiro, há quem afirme que o momento é positivo para a reposição, já que os brasileiros estão optando por cuidar mais de seu veículo ao invés de trocá-los por modelos mais novos. O senhor concorda com essa visão?

DCL – Temos uma frota muito boa para o mercado de reposição devido ao bom momento da venda de zero km nos últimos sete anos e somado à melhora na economia, tenho para mim que sempre o mercado de reposição será de fundamental importância para as fábricas.

RMA – Falando agora sobre o consumidor brasileiro. É possível dizer que esse consumidor hoje está mais consciente em relação à importância da manutenção de seu veículo, da origem das peças adquiridas?

DCL – Seguramente a tecnologia da informação e as redes sociais permitiram que o consumidor pudesse ter voz ativa na sociedade e isso não é diferente no mercado automotivo. O que ocorre de um lado pode refletir no outro, como a teoria do efeito borboleta. Portanto, o que temos que fazer é sempre trabalhar com a maior transparência possível para merecer a credibilidade do mercado e quando os clientes percebem que nossa proposta de trabalho é verdadeira, fica claro que nosso negócio é estar junto com eles.

Isso significa colocar à disposição toda a nossa estrutura para garantir que o rolamento que estão escolhendo para seus carros é seguro e confiável, tanto na questão de durabilidade prometida quanto na segurança para sua família.

RMA – Esse consumidor também está mais exigente? Gostaria que falasse sobre os desafios para fidelizar o consumidor brasileiro atualmente.

DCL – É justamente sobre essa transparência a que me refiro. Na medida em que o valor que estamos oferecendo vai além do preço de prateleira, fica ainda mais claro para nós como podemos atender melhor o nosso cliente. Todos estamos sujeitos a erros, no entanto, a velocidade em assumir, corrigir e retomar faz toda a diferença.

RMA – Qual a expectativa da SKF para sua atuação no Brasil nos próximos cinco anos?

DCL – Nossa expectativa é de crescimento sustentável baseado em um plano de investimento com intuito de suportar melhor e mais rápido o mercado.

Design: Agência Bcicleta
Sistema: alc propaganda - criação de sites

Telefone: (011) 2639-1462 / 2639-1082
editora@photon.com.br